Após mobilização da Defensoria Pública, OAB e sociedade civil, Maternidade Marieta Konder Bornhausen libera acompanhantes em partos

Após mobilização da Defensoria Pública, OAB e sociedade civil, Maternidade Marieta Konder Bornhausen libera acompanhantes em partos

21/08/2020 Notícias 0

Após recomendação da Defensoria Pública do Estado de Santa Catarina (DPE-SC), o Hospital Maternidade Marieta Konder Bornhausen, de Itajaí, no Litoral Norte, liberou a presença de um acompanhante a parturientes durante o trabalho de parto, parto e pós parto. A instituição alegava que o direito das famílias estava suspenso por causa do risco de contaminação pelo novo coronavírus.

Foram cerca de três meses de mobilização para que isso acontecesse: conversas, visitas, pedidos de informações e mobilização com outras entidades, como Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) representantes da sociedade civil, Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e médicos. Em junho, a maternidade passou a permitir a presença de um acompanhante em parte do trabalho de parto. Nesta quarta-feira, foi anunciada a liberação para todo o processo do nascimento.

“O direito à acompanhante em todo o processo de nascimento dos bebês é uma conquista histórica para as mulheres, crianças e familiares. Estamos felizes com o resultado da mobilização” destaca o subcoordenador do Grupo de Apoio às Pessoas em Vulnerabilidade (GAPV), Fernando André Pinto de Oliveira Filho, que é defensor público em Itajaí.


Bianca BackesAssessora de imprensa
DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE SANTA CATARINA

(48) 3665-6725 / (48) 98414-8268
Avenida Othon Gama D’Eça nº 622 – CEP 88015-240 – Florianópolis – SC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *