Defensoria Pública de Itajaí também instaura procedimento para acompanhar vacinação contra a Covid-19 no município

Defensoria Pública de Itajaí também instaura procedimento para acompanhar vacinação contra a Covid-19 no município

26/01/2021 Notícias 0

A exemplo da ação adotada pela Defensoria Pública de Chapecó, o defensor público Fernando André Pinto de Oliveira Filho, da 7ª Defensoria Pública de Itajaí, instaurou na segunda-feira (dia 25) um Procedimento Administrativo de Tutela Coletiva – PAC nº 001/2021 para também acompanhar e fiscalizar, integralmente, o processo de imunização contra a Covid-19 que será realizada no município, principalmente entre as pessoas dos grupos mais vulneráveis.

O defensor público encaminhou ofício também ao secretário de Saúde de Itajaí, Emerson Roberto Duarte, requisitando uma série de informações necessárias à instrução do PAC, como o número de doses recebidas, se já foi feita a reserva da segunda dose para os que receberam a primeira dose da vacina, quais são os destinatários dessa primeira remessa de doses e quais foram os critérios utilizados para a distribuição das doses entre os grupos considerados prioritários, entre outros questionamentos.

De acordo com Fernando André Pinto de Oliveira Filho, é de notório conhecimento que há uma insuficiência no número de doses disponibilizadas para a imunização da população de Itajaí, mesmo para as pessoas que devem ser atendidas na primeira etapa do Plano de Vacinação. “Também foi destaque negativo, na última semana, a veiculação de notícias de aplicação das vacinas desrespeitando os critérios estabelecidos pelas autoridades sanitárias nos planos oficiais de vacinação em Manaus e em outros municípios. Embora não tenham sido publicadas notícias de irregularidades na vacinação no município de Itajaí, ações preventivas são necessárias a fim de evidenciar que as

instituições acompanham o processo de perto”, disse o defensor público.