Defensoria Pública de Joinville questiona prefeitura local sobre a possibilidade de decretação de lockdown na cidade

Defensoria Pública de Joinville questiona prefeitura local sobre a possibilidade de decretação de lockdown na cidade

03/03/2021 Notícias 0

Colunista do jornal A Noticia, Jefferson Saavedra publicou matéria, nesta quarta-feira (3 de março), sobre o pedido de informações encaminhado à Prefeitura de Joinville pela Defensoria Pública de Santa Catarina a uma série de questões envolvendo a pandemia para decidir se voltará a apresentar ação com pedido de adoção de lockdown. Em julho, a Defensoria foi ao Judiciário para tentar a suspensão de atividades não essenciais por 14 dias, mas a solicitação foi negada. A decisão sobre eventual nova ação deve ser tomada até o início da próxima semana.

Na nota, o defensor público Djoni Benedete disse que o atual cenário piorou em relação ao observado no ano passado. “Os hospitais estão com 100% de ocupação dos leitos de UTI para Covid”, disse ele. O último boletim sobre a pandemia, divulgado na terça, informou que 214 pessoas estão internadas com coronavírus em Joinville, o maior número desde o início da pandemia.

Entre os questionamentos enviados à prefeitura estão informações sobre leitos de UTI, se há requisição de vagas na rede privada ou de outras cidades e se há fila de espera. Também se está sendo avaliada a imposição de lockdown na cidade e, em caso positivo, quais medidas serão adotadas. Ainda há pedido de informação sobre as ações tomadas para reduzir a transmissibilidade.

De acordo com o colunista, a Prefeitura de Joinville tem se posicionado contra o lockdown. A alegação é de que as atuais medidas de restrição, se integralmente cumpridas, podem frear o avanço da pandemia.