Defensoria Pública de Lages pede informações sobre previsão de vacinação aos socioeducandos

Defensoria Pública de Lages pede informações sobre previsão de vacinação aos socioeducandos

27/01/2021 Notícias 0

A defensora pública Mariana Macêdo, da 5ª Defensoria Pública de Lages, encaminhou nesta quarta-feira (dia 27) ofícios ao gerente do Centro Socioeducativo Regional de Lages – CSRL, João Augusto Elias Friedrich, e ao gerente da Casa de Semiliberdade de Lages – CSL 10, Felipe Comarú, requisitando informações sobre como se dará a vacinação dos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas, quer possuam comorbidades ou não.

Mariana Macêdo deseja saber se há alguma estimativa de quando ocorrerá o atendimento dos jovens que cumprem medida socioeducativa em regime fechado, estejam eles inseridos nos grupos prioritários de vacinação ou não. E. levando em conta que já houve o início da vacinação aos grupos prioritários, como portadores de comorbidades, se já existe previsão imediata do atendimento dessas pessoas dentro das unidades socioeducativas. 

Casa de Semiliberdade de Lages

De acordo com a defensora pública, o CSRL de Lages conta atualmente com 38 jovens reeducandos, quase o limite da capacidade de internos, o que favorece a propagação do vírus nesses ambientes. No caso dos adolescentes da CSL 10, Mariana Macêdo destaca que, em função da pandemia, eles estão impossibilitados de frequentar cursos profissionalizantes ou participar de outras atividades típicas da semiliberdade. O prazo para o envio das informações é de cinco dias.